terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Óleo de Coco, um super alimento também para atletas.

O óleo de coco extra virgem é constituído maioritariamente por gordura saturada. Mas não fique alarmado, pois mais de 50% dos seus ácidos gordos são de cadeia média sobretudo ácido láurico formando aquilo a que chamamos MCT´s (middle-chain triglycerides)



O facto dos MCT´s passarem primeiro pelo fígado e não no tecido adiposo fazem com que  tenha uma maior propensão a serem utilizados como fonte de energia, e menor tendência para se acumular nas reservas de gordura. Deste modo torna-se num excelente aliado, sobretudo em atletas de fundo, na refeição pré-treino juntamente com proteína e hidratos de carbono (de baixo IG), para fornecer energia rápida e de longa duração sem qualquer desconforto a nível gastrointestinal e sem quebras energéticas. 


Para esforços de longa duração, sugiro para atletas de 70kg uma refeição pré-treino (ingerida 1h30 antes do treino) com os seguintes macro nutrientes:
25g Proteína
100g Hidratos de Carbono de Baixo IG
20g Gordura (óleo de coco)




Mas não é só os atletas de fundo que tiram proveito desta magnifica gordura.

Atletas que pretendam reduzir gordura corporal e estejam com um severo corte nos hidratos de carbono na sua dieta, também têm aqui um excelente aliado.
Como é sabido, a falta de hidratos de carbono na nossa dieta faz com que o nível de açúcar quer no músculo quer no fígado estejam em baixo, causando deste modo fadiga em atletas que treinem diariamente. E neste ponto é até fulcral a ingestão de MCT´s pois não só fornecem energia, como também previnem a perca de massa muscular inerente a dietas low carb quando combinadas com treinos de alta intensidade.

Claro está que o óleo de coco extra virgem não fará nada de milagroso só por si. Quando o objectivo é optimizar a composição corporal e/ou melhorar a performance física a sinergia entre a dieta e o treino é fundamental.

Sem comentários:

Enviar um comentário