sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Fruta...Que quantidade é de mais??!

Este é um artigo, que surge no seguimento das imensas perguntas que me têm colocado relativamente à quantidade de fruta que devemos ingerir ao longo do dia.



É do conhecimento geral que a fruta é rica em vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras. Mas o que normalmente é ignorado é que a fruta contém glicose, sacarose e fructose e todo esse açúcar aumenta os níveis de insulina no sangue (que pode levar ao ganho de gordura e em casos extremos à obesidade).

Esse mesmo açúcar é a razão pela qual aponto que muitos alimentos ricos nesse nutriente devem ser ingeridos com moderação e sobretudo ingerido à volta do treino.

Mas não é caso para ficar tão assustado é que a fruta mesmo contendo glicose ela, como referi à pouco, também contem vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras o que faz com que a digestão do açúcar seja retardada. Ao contrário dos doces, pão, refrigerantes, massas, etc, que basicamente são fontes de açúcar puro e isentas de micronutrientes, o que faz com que entre ingerir açúcar branco e pão/massa/refrigerante não seja muito diferente, ao contrário da fruta sobretudo quando ingerida com a pele que é onde está concentrada a maioria das fibras.

Agora a questão que vocês aguardam...mas quantas peças de fruta por dia?

Eu sugiro que para comer de forma optimizada a fruta que o devam fazer da seguinte maneira: 2 peças de fruta imediatamente após o treino combinada com uma fonte de proteína (que pode ser carne/peixe/ovos ou proteína whey) e até possivelmente outro fruto na refeição antes do treino. Se a isso aliar legumes às principais refeições as suas necessidades diárias de fruta e legumes estão completamente satisfeitas.

Sem comentários:

Enviar um comentário