sábado, 27 de junho de 2015

Diabetes Tipo II: Eficácia de medicamento vs Estilo de Vida e Dieta!

Esta era um estudo que não poderia deixar de partilhar:

Reduction in the Incidence of Type 2 Diabetes with Lifestyle Intervention or Metformin (medicamento popular para "tratar"diabetes tipo II)

Trata-se de um estudo comparativo entre uma das drogas mais populares para afastar os sintomas da diabetes tipo II, e uma intervenção no estilo de vida (dieta+exercício físico) em mais de 3000 pessoas.

O resultado esse pode ver com os seus próprios olhos, mas não se admire ao ler o estudo pois a mudança no estilo de vida é duas vezes mais eficaz e têm efeitos mais duradouros.

Embora (como podemos verificar no estudo aqui apresentado) o bom e velho exercício físico e a boa e antiga dieta (literalmente a dieta antiga, aquela que nos fez evoluir ao longo de milhares e milhares de anos) sejam de longe as melhores formas de prevenir e tratar a diabetes tipo II, são actualmente, demasiadas as pessoas que esperam até começarem a aperceber-se dos sintomas da doença para começarem agir. Não posso deixar de admitir que esta abordagem (com base no medicamento) faz sentido ( e é bastante realista) tendo em conta as necessidades imediatas de quem é INCAPAZ de adoptar uma "dieta" e o exercício físico para reverter a doença. Mas o resignar por parte dos doentes (e dos médicos) só serve para perpetuar este ciclo interminável e cada vez maior.

Pode conhecer melhor a Metformina aqui.


quinta-feira, 25 de junho de 2015

Dietas Industriais..O Caminho Para Onde a Evolução Nos Tem Levado...

Segundo vários filmes de ficção científica (sim, sou um fã incondicional de cinema!!) no futuro os alimentos que serão produzidos não serão mais que... comprimidos. Não sei se esta fantasia de nos alimentarmos através de pequenos comprimidos estará assim tão distante do (de uma possível realidade) futuro.

A verdade é uma, o nosso corpo e a maneira como processamos os alimentos que ingerimos é o resultado da evolução de mais de 500.000 anos e numa perspectiva evolutiva é tão estranho pensarmos no tal comprimido como forma de alimento como é neste momento qualquer alimento industrializado.


A maior alteração trazida pela revolução industrial foi o facto de os "agricultores" (!!??) terem percebido como cultivar e produzir de forma barata aquilo que o corpo humano tanto desejou durante a sua evolução (para resistir aos grandes períodos de carência alimentar): AMIDO / AÇÚCAR / SAL. O resultado, esse é o grande dilema com que se depara o nosso corpo adaptado à luz da evolução para caçar e para não viver sentado e em permanência abundância de calorias: SUPERABUNDÂNCIA de alimentos baratos carregados de calorias (vazias). Se quisermos pensar no açúcar o assunto aqui abordado ganha contornos que facilmente qualquer leitor irá perceber. O único alimento realmente doce que o nosso corpo com mais de 500.000 anos de evolução pode consumir foi o mel, alimento esse que exigia caminhadas de muitos km´s para o encontrar (fora a perspectiva de ter de subir árvores e depois ainda ter de transportar os favos). Actualmente o açúcar é tão fácil de encontrar que basta desembalar qualquer alimento industrializado e que fará parte de quase todas as pequenas refeições que faz fora de casa.

Quando a produção deste tipos de alimentos começou a depender da energia fóssil tornaram-se realmente baratos (veja-se o preço de um refrigerante), mas a sua produção tem custos incalculáveis para o ambiente, por cada caloria de alimentos industriais são preciso cerca de 10 calorias de energia fóssil para plantar, fertilizar, colher e processar os alimentos antes de chegarem a qualquer prateleira de hipermercado (É um bom livro para se perceber bem esta matéria)..

O caminho que actualmente temos percorrido tem nos levado a doenças, das quais reflectem a incapacidade do nosso corpo se adaptar à dieta ocidental (desde o início da agricultura e mais recentemente com a revolução industrial) e à falta de exercício físico: Diabetes tipo II, (alguns tipos de ) Cancro, Cáries, Alzheimer, Osteoporose, Fadiga Crónica, Doenças coronárias, etc etc etc. A lista é muito extensa e incluem outras doenças que no passado nos atormentaram como seres humanos (por ex: Escorbuto) e que são causadas ou agravadas por um estilo de vida moderno que não está em sintonia com a biologia evolutiva do nosso corpo.



terça-feira, 2 de junho de 2015

Mini Cookies de Coco - A receita!

Para os mais atentos ao blog não é novidade, eu NÃO sou propriamente um "chef", na realidade estou muito longe disso.

O que aqui vou apresentar é uma receita de umas pequenas cookies que partilhei no facebook e que não são mais do que o resultado de pequenas experiências que eu próprio (e a minha Mulher) vamos preparando em casa para consumo próprio.

Os ingredientes necessário para esta receita são:
2. Gemas (usei de ovos caseiros)
150g. Coco Ralado
50g. Manteiga (usei da marca Kerrygold)
1. Colher de sopa de Mel
1. Colher sobremesa de Canela

O modo de preparação, não podia ser mais fácil:
Juntar todos os ingredientes numa bacia e mexer até obter uma "massa" homogénea


Após mexer e misturar todos os ingredientes, deve moldar a "massa" à mão em pequenas bolachinhas e colocar num tabuleiro e levar ao forno pré-aquecido a 175º, se o forno estiver bem pré-aquecido não precisa mais de 5 minutos.

O resultado final é este:


Bolachinhas saudáveis, com ingredientes de luxo, com alto teor de gordura (também ela de qualidade)!