terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Pão Integral...o embuste!! Parte II

Pois bem, aqui estamos para dar seguimento ao um post (ver aqui) que tanto deu que falar.

Foram várias as solicitações que me foram chegando para partilhar uma receita saudável de pão e como tal não poderia deixar de o fazer. Com ingredientes saudáveis e bem diferentes daqueles que vimos na 1ª parte do artigo, este é um alimento que penso ser ideal para dar o pontapé de saída, para futuras partilhas de receitas género aqui no blog.

É um pão diferente desde já porque não contem cereais, gluten, emulssionantes, açúcar, sal refinado ou até mesmo gorduras trans, fazendo com que o pão fique mais denso e maciço e ao mesmo tempo sem aquela goma com efeito elástico conferido ao pão convencional pela inclusão dos cereais com gluten.
O que perdemos em sabor (quase tão viciante como uma droga qualquer), do pão convencional ganhamos em saciedade com este pão saudável, ou não fosse ele feito com alimentos pesados e carregados de nutrientes.

Os ingredientes utilizados aqui foram os seguintes:
Água / Ovos Caseiros / Farinha de Coco / Linhaça Dourada Moída / Mel / Azeite / Bicarbonato de Sódio

Macro Nutrientes por 100g.
Proteína - 16g
Hidratos de Carbono - 8,5g
Fibras - 9g
Gordura - 11g

A receita original pode ser vista e acompanhada passo a passo no Blog MasterMúsculos um blog também escrito em Português e que muito jeito me tem dado na procura de novas receitas saudáveis e que fujam dos ingredientes vazios, refinados e industrializados que tanto temos combatido aqui no JunkFood Unmask.

Imagem do blog MasterMúsculos


Aqui está a receita: Receita Pão das Cavernas

Para poderem comparar com o pão que irão fazer em casa, deixo aqui umas imagens do pão que eu próprio preparei e testei em casa.

Posso vos adiantar que, a partir de agora, será um alimento que me acompanhará junto com os ovos mexidos e os frutos secos que costumo comer ao pequeno almoço (mais flocos de aveia, fruta e mel. A adição destes últimos alimentos depende sempre se treino ou não de seguida a esta refeição).

Caso pretenda, pode utilizar este pão noutra altura do dia  pois os seus macro nutrientes, baixo em hidratos de carbono e rico em proteína, permitem-nos saborear este alimento a qualquer hora do dia sem a culpa de o fazer como aconteceria com o pão tradicional.

Espero que possam experimentar esta receita e partilhá-la para que chegue a um número cada vez maior de pessoas. Como puderam verificar eu fiquei adepto!!!

5 comentários:

  1. Gostei imenso de ler este post (bem como a parte I), muito informativo!
    Vou anotar a receita do pão das cavernas para experimentar muito em breve...
    Parabéns pelo trabalho e continua!!
    :p

    ResponderEliminar
  2. Faço minhas as tuas palavras: "O que perdemos em sabor (quase tão viciante como uma droga qualquer), do pão convencional ganhamos em saciedade com este pão saudável, ou não fosse ele feito com alimentos pesados e carregados de nutrientes"
    Saliento a parte dos "alimentos e de Nutrientes! dois adjectivos que não poderiam descrever de melhor maneira este pão!!

    Aconselho VIVAMENTE!!!

    Abraços!

    ResponderEliminar
  3. será que dá para substituir a farinha de coco por farinha de arroz ou de aveia?????farinha de coco é um pouco mais cara...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aconselho a manter a farinha de coco pois ao alterar o tipo de farinha, vai ter de variar a quantidade de água utilizada e isso pode fazer com que a receita não fique tão bem. O que pode alterar e até aconselho é trocar a linhaça moída por exemplo por nozes que ficaria com um sabor muito melhor.
      Obrigado

      Eliminar
  4. Há um novo pão de forma, o Orowit... Comprei porque, depois de ler os ingredientes, pareceu-me ser de facto bom. O que acha?

    ResponderEliminar