quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Adoçantes Artificiais, qual o seu impacto no organismo?

Os adoçantes artificiais induzem o ganho de peso, isso já é um ponto a que tínhamos chegado em outros post´s aqui apresentados.

Vários mecanismos comportamentais têm sido propostos para explicar a associação epidemiológica entre o uso de adoçantes artificiais e o ganho de peso. Tem sido sugerido que a dissociação da sensação do sabor doce da ingestão calórica pode promover o apetite, conduzindo a uma maior ingestão de alimentos e consequentemente ganho de peso. Além disso, o aumento do consumo de adoçantes calóricos adicionados foi associado com uma menor qualidade de alimentos na dieta, talvez alterando as preferências de paladar para alimentos adoçados em lugar de alimentos mais saudáveis​​, como frutas e verduras.

O que aqui vamos tentar explicar é o porque e com que mecanismos um adoçante não calórico nos aumentar o peso.

Como nos aumenta o peso, se não tem calorias?!

O consumo deste tipo de adoçantes, estimulam os receptores de sabor que temos no intestino (além dos que temos na língua). O receptor alfa-gustducin, permite que o nosso organismo capte o sabor doce. Uma vez estimulado, o corpo prepara-se para absorver o suposto açúcar que chegaria, através desse alimento que estaria a ser ingerido.

Clicar para aumentar a imagem.
Modelo simplificado da captação dos diferentes tipo de nutrientes (doce, amargo, gordura) por parte dos receptores que temos na mucosa gastrointestinal

Os adoçantes artificiais que estão em diversos produtos "light", "zero carb" e quase todo produto alimentar junk com aspecto de saudável, estimulam o receptor alfa-gustducin. Uma vez estimulado (é ainda mais estimulado pelos adoçantes artificiais do que pelos açúcares), aumenta a absorção de açúcar. Resultado = uma tendência a ganhar peso.

E isso mesmo pode também ser visto neste estudo cientifico levado a cabo por Davidson TL onde apresenta resultados que sugerem que o consumo de produtos que contenham adoçantes artificiais podem levar ao aumento do peso corporal e obesidade, por interferir com os processos fisiológicos, homeostáticos fundamentais.

Muito antes deste artigo, a minha opinião já era de que os adoçantes artificiais fazem mias parte da epidemia e de toda a industria alimentar que nos tem deixado gordos e doentes....

Será mais importante manter o corpo viciado no sabor do doce (com o amargo de todas as doenças associadas ao consumo de açúcares simples e adoçantes artificias)...ou vale a pena educar "a nossa boca"?

Sem comentários:

Enviar um comentário