quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Inibidores do Colesterol Sanguíneo = Baixa Testosterona?

Não é novidade para nenhum dos leitores mais assíduos do blog, o que penso sobre o colesterol.

Mas se só agora começou a ler o Junkfood Unmask, poderá ver aqui os seguintes artigos sobre o tema colesterol:

Colesterol, de patente do reino animal a vilão!
Dieta para baixar o colesterol
Em Defesa dos Ovos...Melhoria da Sensibilidade à Insulina & Melhoria do Perfil das Lipoproteínas

Hoje o assunto é um dos fármacos do momento: As estatinas e a sua relação com baixos níveis de testosterona!


Esta Droga inibe a produção endógena de colesterol e é também eficaz a reduzir os seus níveis no sangue (daí serem usadas na prevenção de doenças cardiovasculares..ainda a hipótese lípidica!!), mas o que fica por dizer é que o colesterol não é um problema mas sim um interveniente secundário sem efectivamente ser a causa das doenças cardiovasculares.
Dado o Colesterol ser um SUBSTRATO para algumas das nossas hormonas VITAIS tais como a testosterona, o mais certo é esperar que os problemas sexuais apareçam. É ou não é é lógico que isso aconteça? É ou não verdade que com a toma de estatinas a substância precursora da testosterona é anulada ou reduzida?!?

Tudo isto pode ser visto aqui:
Is decreased libido associated with the use of HMG-CoA-reductase inhibitors?

Com a seguinte conclusão:
Devido ao esgotamento do colesterol intracelular há um diminuição da libido.

Prevenções primárias para melhorar a saúde cardiovascular como: comer bem (não! comer bem, não é comer menos colesterol, nem substituir a manteiga por margarina, nem comer o pão integral(?!? seja lá o que isso for) SIM! Deve deixar de comer todos os alimentos industrializados e processados que come diariamente!) e exercício físico, onde estão?
O caminho mais curto (e lucrativo) é vender estatinas! Mas não seria melhor o paciente conseguir escolher o caminho que quer percorrer (compreendendo os prós e contras desta decisão)? Há riscos associados e seria sempre necessário uma (correcta) avaliação do custo/beneficio do uso desta medicação...

Sem comentários:

Enviar um comentário