quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Perda crónica de horas de sono & Ganho de Peso

A perda de sono crónica como consequência da restrição voluntária de dormir, é uma condição endémica na sociedade moderna.


E não é novidade nenhuma a interação que há entre a privação de sono e a escolha de (maus/refinados) alimentos que nos tragam a sensação de recompensa (e isto acontece por haver uma desregulação do nosso sistema hormonal), o que também se sabe agora é que a redução do sono tem um potencial impacto sobre o risco de obesidade e da diabetes. E isso pode ser visto em estudos em que adultos saudáveis foram submetidos a uma restrição parcial de sono e que houve diminuição da tolerância à glicose e perda da sensibilidade à insulina (ver estudo:Sleep loss: a novel risk factor for insulin resistance and Type 2 diabetes.)

Há até um outro estudo que vai mais além e que conseguiu identificar alterações metabólicas numa única noite de privação de sono (aumento da produção endógena de glicose e resistência à insulina).
"A single night of partial sleep deprivation induces insulin resistance in multiple metabolic pathways in healthy subjects."

Há várias maneiras de restituir/melhorar a sensibilidade à insulina e também de melhorar a nossa composição corporal. E, acredito eu, que tudo pode começar por dormir a quantidade de horas que o nosso corpo necessita para se recuperar.

Sem comentários:

Enviar um comentário