sábado, 7 de junho de 2014

Picolinato de Crómio, Qual o Seu Papel na Gestão do Peso e no Controle da Diabetes?

A eficiência reduzida da insulina é o primeiro dos sinais que precedem à diabetes tipo 2, e é essencialmente o resultado tanto do modo de vida (sedentarismo) como principalmente da dieta onde a industrialização dos alimentos e a quantidade de açúcar e calorias vazias deram o principal contributo. O primeiro sinal detectável (da resistência à insulina) pode ser visto através do aumento da concentração da insulina circulante. Como a resistência à insulina aumenta, o corpo compensa essa ineficiência com o aumento da produção e libertação de insulina pelo pâncreas, que é sempre seguida pelo aumento dos níveis de glucose no sangue. Isto repetido vezes infinitas a cada vez que há ingestão de açúcares, leva ao aumento de gordura corporal e é um sinal de alerta que precede a Diabetes tipo II e que pode levar à falência do pâncreas


O interesse no Picolinato de Crómio como coadjuvante na dieta para perda de gordura assim como para controlar a diabetes advém da sua intervenção no metabolismo da glicose, insulina e dos lípidos no sangue e já é reconhecido o seu efeito desde os anos 50 e há vários estudos a documentar isso mesmo (ver aqui).

O mecanismo de acção do Picolinato de Crómio no controlo da glucose no sangue é devida à potenciação da acção da insulina. A suplementação com Picolinato de Crómio leva a um aumento da ligação da insulina às células, devido ao número aumentado de receptores de insulina. O aumento da utilização da glicose e da sensibilidade das células beta também tem sido demonstrada, levando deste modo ao melhoramento da sensibilidade à insulina.


Aumento da sensibilidade à insulina em apenas oito semanas, com dosagem de 1000mg p/dia de Picolinato de Crómio
Um estudo de 1995, relatou até que em apenas 10 dias de suplementação com 200mcg de PC melhorou significativamente a sensibilidade à insulina (Ravina A, Slezak L, Rubal A, Mirsky N: Clinical use of the trace element chromium (III) in the treatment of diabetes mellitus. J Trace Elem Exp Med 8:183–190, 1995)
Em vários outros estudos dos anos 90, houve também relatos de decréscimo da gordura e do peso corporal em indivíduos suplementados  com PC.

Em jeito de conclusão, há boas vantagens em recorrer à suplementação com Picolinato de Crómio, tanto para melhorar a sensibilidade à insulina como (de forma indirecta) para melhorar a composição corporal .

Sem comentários:

Enviar um comentário