sexta-feira, 18 de julho de 2014

Gluten Free - O Lado Negro da Industria Alimentar

O Glúten é uma proteína que se encontra naturalmente no trigo (ou por proteínas similares no centeio e na cevada) e que aumenta o risco de permeabilidade do intestino.

A ingestão repetida desta proteína resulta em indivíduos sensíveis e incapazes de absorver adequadamente nutrientes dos alimentos e que podem vir a ser vítimas de dores abdominais recorrentes, inflamações e diarreia.

Nos últimos 20 anos, entretanto, os cientistas vêm sistematizando o conhecimento detalhado da Doença Celíaca e agora sabe-se que é um distúrbio auto-imune (e várias outras condições autoimunes, como diabetes tipo I, esclerose múltipla e artrite reumatoide - em todas elas há um denominador comum: permeabilidade intestinal) onde o sistema imunitário ataca os tecidos do próprio organismo.


O tema é complexo e irá ser tema de assunto num próximo artigo. Já que o motivo pelo qual hoje escrevo é outro: produtos alimentares sem glúten. 


Gullon, Gluten Free é um produto alimentar (infelizmente há às centenas) que a industria alimentar criou, mais uma vez quase a pedido das novas demandas nutricionais: GLUTEN FREE!!
O problema é este, se diz sem glúten, para a grande maioria dos consumidores é quase o desbloqueio mental que precisam para o comprar, pois esta frase é interpretada como saudável...O que vos vou aqui apresentar é um sinal claro, que um PRODUTO ALIMENTAR que diga GLUTEN FREE não é necessariamente saudável e não deve ter "luz verde" para ser ingerido. Se não vejamos:


Fécula de Milho, Farinha de Milho, Óleo Vegetal (já referi aqui no blogue o perigo de óleos vegetais ricos em omega-6: ver aqui) , Açúcar, Xarope de milho com alto teor de fructose (já referi aqui no blogue o perigo deste ingrediente: ver aqui e aqui), farinha de arroz, farinha de soja (junto com o milho é o alimento mais cultivado em sistemas de monocultura e com sementes GM), bicarbonato de sódio e amónio, sal, lecitina de soja, aroma de baunilha.

Pois bem pergunto eu: Que tem de diferente este produto alimentar, de um qualquer produto JUNK (além da ausência do glúten) não tem??

Eu diria que tem uma máscara, que lhe é conferida da seguinte maneira no rótulo:
  • Gluten Free
  • Selo da APC - Associação Portuguesa de Celíacos, como é possível uma associação destas, fornecer o seu carimbo a um produto desta qualidade?? Será que este produto alimentar deveria ser recomendado a quem quer que seja??
De resto, tudo igual, desde levedantes químicos, emulsionantes, açúcar, xarope de milho com alto teor de fructose, sal. Vale tudo!! Desde que o consumidor continue a usufruir do sabor doce e artificial dos alimentos Junk comuns.

É assim que funciona a industria, conforta os consumidores com palavras chaves que estes querem ouvir....mantendo-os numa zona de conforto, mas expondo-os a todos os riscos de doenças inerentes a este tipo de ingredientes!

Referências:
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9097995
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21586414
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7419003

Sem comentários:

Enviar um comentário