segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Creatina Monohidrato - Efeitos adversos, MITO ou REALIDADE?

A creatina desempenha um papel central no metabolismo energético e é sintetizado no fígado, rim e pâncreas. Nas pessoas saudáveis é transportada através da corrente sanguínea para os músculos, coração e cérebro. Embora sendo naturalmente sintetizada no organismo humano, pode ser ingerida sob a forma de suplemento (é vulgarmente utilizada por atletas, com fortes estudos sobre o seu efeito na força, explosão, velocidade, recuperação, ganho de massa muscular, etc)

Restam mesmo poucas dúvidas do enorme efeito ergogênico que a creatina tem em atletas, ou não fosse este um dos suplementos mais vendidos tanto para atletas de alta competição como por amadores. Mas apesar das numerosas publicações cientificas sobre o potencial deste suplemento em atletas, há ainda muitas dúvidas no que aos efeitos secundários diz respeito.

Com doses que podem chegar às 20g/dia durante os primeiros dias e de 3 a 10g durante mais algumas semanas/meses, há relatos do efeito da creatina na protecção cardíaca e até de relatos negativos sobre distúrbios hepáticos e renais.



Mas, e o que dizem os estudos??

Dietary creatine supplementation does not affect some haematological indices, or indices of muscle damage and hepatic and renal function

A interpretação dos dados deste estudo, fornecem evidências inegáveis:
  • Não há risco para a saúde associada à suplementação com creatina, em pessoas saudáveis
  • Não existem efeitos adversos evidentes na função hepática nem renal
Um outro estudo, de 2002 foi realizado em atletas de Futebol Americano e mediu os efeitos secundários a longo prazo nas funções hepáticas e renais e o resultado não foi diferente: Não há efeitos prejudiciais a longo prazo em atletas altamente treinados (ver estudo: aqui)

Um outro estudo (ver aqui), este usando altas doses de creatina (5g/kg) em ratos (exercitados e sedentários), conclui que o exercício físico pode evitar os efeitos secundários relacionados com uma dose suprafisiológica de creatina, no entanto, mais estudo serão necessários, especialmente na população sedentária para aferir as consequências para a saúde do uso de altas doses de creatina.

Nunca um suplemento tão estudado (é o suplemento mais estudado da história) é ainda tão mal compreendido pelo público geral, muitos ainda ficam admirados por a creatina ser encontrada naturalmente na carne e no peixe....


Sem comentários:

Enviar um comentário