terça-feira, 5 de maio de 2015

Dieta Cetogénica & Perda de Peso

Antes de mais começo por explicar que a cetose é um processo metabólico no qual o corpo obtém energia através de corpos cetónicos e não através da glicose como seria o processo mais comum. Esses corpos cetónicos são produzidos pelo fígado durante períodos de restrição severa de HC, para serem usados como fonte de energia. A cetose é então esse estado no qual o corpo obtém energia (que não sendo anormal, é) diferente da habitual.

Resumidamente, a dieta Cetogénica baseia-se numa dieta baixíssima em HC, com uma quantidade razoável de proteína e uma alta dosagem de gorduras. Devido a essa restrição de HC há uma privação do fornecimento usual de glicose e as células em busca de energia procuram-na noutra fonte. (o fígado então quebra ácidos gordos, provenientes do tecido adiposo, em corpos cetónicos.

Todo este processo, (pode) ser bastante útil em pessoas obesas, nomeadamente na alteração de vários bio-marcadores (além de uma grande redução do peso corporal) como o LDL, HDL, triglicéridos, etc. Há até um estudo com os efeitos a longo prazo de uma dieta cetogénica a referir isso mesmo e indo mais longe ao afirmar que não houve qualquer efeito secundário significativo nos pacientes.

Redução do peso corporal em 6 meses de dieta

Decréscimo dos níveis de açúcar no sangue


Factores importantes a ter em conta para entrar em cetose

  • Além de (obviamente) evitar HC, deve controlar (controlar, não é evitar! Já que não queremos induzir uma dieta pobre em proteína) a ingestão de proteína (já que a proteína também afecta os níveis de insulina)
  • A gordura deverá ser o macro nutriente mais ingerido (aumenta a saciedade/ não afecta a insulina / importante na regulação de hormonas / e é uma importante fonte de energia)
Por todas as razões acima mencionadas, a cetose pode de facto ser (mais uma) arma valiosa na perda de peso, mas atenção está longe de ser a única maneira de perder peso e pode até não ser a mais correcta. Para tudo tem de haver o principio da individualidade...






Sem comentários:

Enviar um comentário