terça-feira, 19 de agosto de 2014

Obesidade & Diabetes Tipo II.. Dois nomes para uma mesma doença!

Tenho insistido no capitulo da insulina (e do seu mau funcionamento), como ligação à obesidade, mas a verdade é que nunca estive tão ciente que estes são dois temas andam de braços dados, como que de almas gémeas se tratassem.

O titulo do artigo tem dois nomes fortes (Obesidade e Diabetes) que se interligam a uma doença caracterizada pelo mau funcionamento da insulina. Quer pela resistência à insulina (a insulina não transporta eficazmente a glucose até às células), quer pelo hiperinsulinismo (produção excessiva de insulina).

A conjugação deste dois factores é realmente espantosa, visto que 80% dos diabéticos tipo 2 são obesos (ver aqui). E quando digo que ambas são fruto de uma mesma doença relacionada com o mau funcionamento da insulina é porque realmente a diabetes tipo II está associada à produção excessiva de insulina e nestas condições o corpo não permite que a insulina trabalhe correctamente pelo que o nível de glucose no sangue permanece elevado (mesmo com o pâncreas a produzir cada vez mais insulina, fazendo com que estes níveis elevados de insulina possam causar além da obesidade, tensão arterial elevada e factores de risco cardiovasculares: com níveis de colesterol HDL baixos e triglicéridos elevados).

O importante a reter de toda esta conjugação é saber que o que causa o aumento dos níveis de insulina ao longo da vida (a diabetes tipo 2 é uma doença mais efectiva em idade adulta) é a ingestão errada de HC refinados em excesso de uma forma repetida, e isto porque a gordura dietética e a gordura dos alimentos não precisam de insulina para serem metabolizados, já em relação à proteína sempre que ela é usada para a sua função primária de construir massa muscular também não precisa de insulina (porém quando é ingerida em excesso afecta os níveis de açúcar no sangue)






Sem comentários:

Enviar um comentário